Segurança nas transaçÕes financeiras

Quais os investimentos garantidos pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) e quais os limites da garantia?

Os investimentos garantidos pelo FGC são aqueles de emissão bancária, ou seja: poupança, Letras de Câmbio (LC), Letras Hipotecárias (LH), Letras de Crédito Imobiliário (LCI), Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), Recibo de Depósito Bancário (RDB), Certificado de Depósito Bancário (CDB) e o Depósito a Prazo com Garantia Especial (DPGE).

Para os investimentos em DPGE, cada pessoa física ou jurídica tem garantido até o valor de R$20.000.000,00 (considerando principal e juros).

Para os outros investimentos de emissão bancária, cada pessoa física ou jurídica tem garantido até R$250.000,00 por investimento chegando ao limite máximo total de R$1.000.000,00.

Qual a segurança de se investir em fundos de investimento?

A segurança dos fundos de investimento está nos ativos em que aquele fundo investe. O fundo em si não é um ativo, e sim um veículo de investimento. Assim, você não está emprestando dinheiro aos fundos, autorizando-o a fazer a escolha e gestão dos ativos em que o seu dinheiro será aplicado. Dessa maneira, mesmo que o gestor do fundo quebre, o dinheiro estará com os custodiantes dos ativos e não com gestor do fundo em si.

Além disso, geralmente o fundo realiza a diversificação dos ativos em que o dinheiro dos cotistas está investido, o que por si só já é uma administração do risco da carteira.

Qual a segurança que tenho para investir através de uma instituição financeira (corretora e banco)?

Tanto a corretora quanto o banco são somente intermediários no mercado financeiro. Ou seja: o dinheiro não fica com essas instituições, mas sim nos ativos em que você (ou o fundo de investimento em que você é cotista) investe.

Caso a instituição sofra intervenção (tanto da Bolsa, quanto do Banco Central), os seus ativos continuarão no seu nome e cpf e serão transferidos para a custódia de outra instituição financeira.

O que são as instituições custodiantes e como elas trazem segurança para o investidor?

As instituições custodiantes são empresas responsáveis pelo serviço de guarda, manutenção, atualização e exercício de títulos e ativos negociados no mercado.

Nessas instituições os títulos adquiridos ficam registrados CPF dos investidores. Assim, há a garantia de que os títulos estão seguros e serão devolvidos ao investidor titular quando o resgate for solicitado.

O custodiante fiscaliza todas as etapas do investimento, inclusive verificando se os títulos adquiridos por um gestor de fundo realmente existem.

Quais são as instituições custodiantes títulos negociados no mercado brasileiro?

A Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC) é responsável pela compensação, liquidação e custódia das ações negociadas na Bolsa de Valores, a B3.

O Sistema Especial de Liquidação e Custódia (SELIC) se responsabiliza pela operações e custódia dos títulos públicos federais.

A Central de Custódia e Liquidação Financeira de Títulos (CETIP) é a instituição que liquida e mantem a custódia dos títulos de renda fixa (CDB, LCI, LCA e LC) do mercado privado brasileiro.

Quer investir de forma segura e com orientação profissional? Na Invista Brasil, agente de investimentos credenciado a XP Investimentos, você terá acesso à uma plataforma aberta onde estão os melhores fundos e investimentos em renda fixa disponíveis no mercado.